Auto estrada Viseu-Coimbra e conclusão do IC12 adiadas “sine die”

Tudo indica que a infraestrutura rodoviária “Via dos Duques”, que abrangeria a conclusão do IC12 e o avanço do IC37 entre Nelas e Viseu, fica para as calendas.

Ouvido pelo nosso jornal sobre este assunto, o presidente da Câmara de Nelas, Borges da Silva, mostrou-se cético quanto à rápida resolução deste dossier, devido às informações prestadas pelo Secretário de Estado das obras públicas,na última reunião do Conselho Regional do Centro. O governante remeteu para uma possível reprogramação do fundo de coesão a inclusão desta obra, pois a mesma foi deixada pelo anterior governo sem uma solução em termos de financiamento. A acontecer essa reprogramação, nunca acontecerá num prazo inferior a dois anos. A tão reclamada requalificação do IP3, também aparece como uma miragem para este governo, numa estrada com altos índices de sinistralidade. Os cofres ao que parece passaram de cheios a vazios: pelo menos para esta região parece não haver dinheiro no orçamento de estado, nem para uma simples intervenção de arranjos no IP3. 
No que respeita à requalificação da linha ferroviária da Beira Alta, esta sim parece que será uma realidade no curto prazo. Foi o próprio Ministro da tutela, Pedro Marques, que deixou essa indicação na referida reunião em que Borges da Silva esteve presente. O financiamento estará assegurado por via do Fundo de Coesão.