Orçamento Participativo em Carregal : Três propostas estão em discussão

Decorreu, na sexta-feira à noite, dia 30 de outubro, no salão nobre dos Paços do Concelho, a Assembleia Participativa de apresentação das três propostas validadas pela Comissão Técnica de Análise de Propostas – Requalificação do Parque Arnaldo de Castro, em Beijós”; “Curta-metragem inspirada na vida dos bombeiros desaparecidos em dois mil e treze”; e “Projeto ComViver” – ao abrigo do processo do orçamento Participativo de Carregal do Sal, para o qual a Autarquia disponibilizou 25.000 €uros.
Conduzida pelo Vice-presidente da Câmara Municipal, José Sousa Batista, e participada por cerca de duas dezenas de pessoas, a Assembleia foi constituída por duas partes distintas. A primeira em que foi apresentada a plataforma eletrónica cabendo a Artur Sousa, representante da Libertrium, Lda, empresa de Viseu especializada em plataformas de participação pública, explicar como se processa a utilização dessa plataforma, uma ferramenta que disse, é reveladora da transparência do processo; e a segunda de apresentação de cada proposta, pelos respetivos proponentes.
Andreia Marques, secretária da Junta de Freguesia de Beijós, apresentou a proposta de «Requalificação do Parque Arnaldo de Castro» esclarecendo que se trata de um projeto que visa promover e dinamizar atividades lúdicas de carácter cultural e desportivo (aulas de ginástica, concertos, recitais, jogos tradicionais, entre outras) estimulando o convívio intergeracional. Com um orçamento de 24.307,45 euros, o projeto visa ainda potenciar outros equipamentos já existentes como o antigo edifício da escola do 1.º ciclo e criar uma zona verde aprazível.
Depois foi a vez de Cristóvão Cunha, técnico de luz e encenador, apresentar a proposta de Curta-metragem” Fumo Novo”, inspirada na vida dos bombeiros desaparecidos em dois mil e treze. Esclareceu tratar-se de um filme de ficção com três momentos muito fortes em que será abordada a vida dos jovens enquanto reflexo da crise instalada desde 2011. Informou que contará com a participação de diversos profissionais reconhecidos a nível nacional, de atores do NACO e da ACERT e com uma série de figurantes, incluindo bombeiros e munícipes, após a realização de castings. 10.000€uros é o orçamento para a realização do filme que será apresentado em primeira mão em Carregal do Sal mas que Cristóvão Cunha pretende depois levar a festivais de curtas-metragens.
O “Projeto ComViver” do NACO, foi então apresentado pelo presidente da direção da coletividade. José Manuel Figueiredo sublinhou que a ideia base é “levar teatro aos idosos ou os idosos ao teatro” num total de 50 espetáculos por ano. O projeto inclui ainda a recolha de lendas e tradições para uma futura base de dados, a realização de atividades na área musical, de teatro infantil e coro e a criação de dois gabinetes de apoio: um para medição da tensão arterial, índices de glicémia, pulsação, peso e temperatura corporal e outro para apoio no preenchimento de formulários, interpretação de legislação, apoio em pesquisas na internet, etc. O orçamento da proposta é de 5.000€uros.
Foi então aberto o espaço para perguntas e respostas. Depois, o Vice-presidente declarou aberta a votação dos projetos na respetiva plataforma, em participa.carregal-digital.pt/. Lembrou os presentes que podem consultar e votar as propostas até ao final de novembro, podendo haver uma ou mais propostas apresentadas e adiantou que irão realizar-se mais assembleias participativas – uma em cada freguesia – onde será disponibilizado o boletim/ingresso de votação muito simples, pensado para os munícipes com mais dificuldades em utilizar as novas tecnologias.