“Fez bem o Presidente da Câmara em mandar abater os cedros, como medida cautelar de protecção de pessoas e bens”

A opinião do vereador e líder local do PS, Adelino Amaral, sobre o corte dos cedros na Praça do Município : 
“Tenho para mim que ninguém de bom senso e com o mínimo de consciência ambiental, gosta de ver uma árvore a ser abatida e muito menos aprova o corte massivo de espécimes que compõem o nosso ecossistema.
Quem, como eu, é originário do mundo rural e assiste todos os anos à destruição de hectares e hectares de floresta, perpetrada pelo flagelo dos incêndios, e não só, tem ainda um maior apego às questões ambientais e de preservação das nossas riquezas naturais.
Embora não seja uma espécie autóctone, o cedro adapta-se facilmente ao nosso clima mediterrânico, muito resistente e de grande porte, é muito utilizado na decoração urbana e faz já parte do património florestal do Concelho.
O abate de árvores deste tipo, não sendo por razões económicas, justifica-se apenas quando, por doença ou ameaça de queda, possam pôr em causa a segurança de pessoas e bens.
Os cedros existentes na Praça do Município, não sendo ainda de grande porte, constituíam de facto, já uma séria ameaça para as pessoas que por ali passam e para os automóveis que ali são estacionados.
Algumas delas apresentavam sinais evidentes de doença e a sua estabilidade era bastante precária, uma vez que estavam plantadas à beira de um talude, tendendo portanto a cair no sentido da praça.
Fez bem o Presidente da Câmara em mandar abater este conjunto de cedros, como medida cautelar de protecção de pessoas e bens, decisão essa sustentada, de certo, em pareceres técnicos.
O desafio que agora se coloca, é que, em seu lugar, alguma coisa seja feita, de forma que nem o meio ambiente nem a Vila de Nelas saiam a perder.
É sabido que um dos projectos que o actual Executivo Municipal e o seu Presidente anunciaram como prioritário, envolvia as instalações da ex-Federação dos Vinhos do Dão, agora designada CVR Dão, havendo já contactos com esta entidade no sentido da sua cedência ao Município.
Pela minha parte, concordo em absoluto com esta ideia e acho mesmo que a Autarquia deveria desenvolver um projecto que permitisse, não apenas o aproveitamento daquele espaço para a realização da Feira do Vinho e outras actividades ligadas ao sector vinícola, mas a sua integração na Praça do Município.
Aquela Praça, coração da Vila e do Concelho, poderia expandir-se até ao Cine-Teatro. Para além de todos os serviços ali localizados, teria uma vertente económica forte e poderia dar uma nova dinâmica aos espaços culturais, de que o Cine-Teatro é talvez o maior expoente e que tão maltratado foi nos últimos tempos.
Requalificado o edifício da Ex-Federação e reconvertidos os “balões”, ainda haveria algum espaço para lazer e zona verde, pois foi esse o assunto que nos trouxe até aqui.
O corte dos cedros pode ter sido o “derrube da primeira barreira”.
Agora há que pôr mãos à obra e estudar as melhores soluções para aquele espaço.
Vamos ao trabalho!”

10 comentários a "“Fez bem o Presidente da Câmara em mandar abater os cedros, como medida cautelar de protecção de pessoas e bens”"

  1. O Adelino Amaral fez a prova de vida. Ainda é chefe do PS em Nelas?
    O Tó Zero Inseguro deve ter aprendido com este! Blá,blá,blá…..

  2. Granda treta!

  3. com a lenha dos cedros dava para fazer um @porconoespeto

    • A lenha foi para os porco em carvalhal e NELAS, para os chulos do P.S.
      A vi muita gente a matar a fome em NELAS. Porque esta camara prometeu a muita gente.
      Amigo sou do P.C.P.

  4. Comunicado perfeito porque esclarece dizendo a verdade

    Infelizmente mesmo dizendo a verdade sempre alguem vê fantasmas em tudo (politiquisse barata)

  5. Boa Adelino Amaral.
    Com a sua lucidez de hoje, reconhece a sua derrota e a sua pouca competência para a politica, será sempre um elemento acessório em qualquer lista, mesmo tendo colado os cacos do Partido Socialista depois da estrondosa derrota de 2005.
    Mas fica-lhe bem apoiar aqueles que no passado não permitiam que se cortasse um ramo de uma arvore quanto mais a floresta.

  6. Que desilusão Adelino…

  7. Adelino … Adelino…, quem te conheceu e quem te conhece rapaz!

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies