Paço sozinho nas avenidas e Rossio sozinho na 2ª feira das velhas

 Ao que apurámos, ontem,  e contrariando o que se vem passando há 3 anos a esta parte, o Bairro do Rossio não foi ao encontro do Bairro do Paço nas Avenidas, no Carnaval de Canas de Senhorim. Por sua vez, hoje o Paço não esteve presente nas 4 esquinas na 2ª feira das velhas. Reacendeu-se assim a polémica entre os 2 bairros, sendo que o Rossio alegou a “chuva” para não se ter deslocado às Avenidas.

Vamos ver o que acontecerá amanhã no desfile de dia de Carnaval e no tradicional “despique” sonoro.

4 comentários a "Paço sozinho nas avenidas e Rossio sozinho na 2ª feira das velhas"

  1. Caro jornalista apure bem os factos nao queira enganar as pessoas!
    O que se pasoou ontem foi que o rossio saiu de onde sai todos os anos,
    E fez a volta que faz a 3 anos, so se desloca as avenidas na ultima volta o que
    Acabou por nao acontecer pois o Paço avisou que nao iria sair!
    Informe-se e faca servico público verdadeiro.
    Se pensa que e assim que o seu agora chefe borges da silva, quer degredir o carnaval de canas
    Esta muito enganado!
    O carnaval de canas quer chova, neve ou faça bom tempo sai sempre.
    Quem do rossio o infomou???
    Sou diretor e nao tenho conhecimento disso!
    VIVA O CARNAVAL DE CANAS!!!!!

  2. Os que exploram comercialmente o carnaval de canas deviam ser obrigados a fazer os corsos carnavalescos e suportar os respectivos custos, já que o apoio que deu a autarquia é extremamente volátil para tanta despesa. Aliás, iria mais longe, e se para o ano a autarquia aprovasse a licença de tais eventos comerciais em desfavor das associações, responsabilizava-a pelo passivo financeiro resultante da realização dos dois corsos.
    A forma como estão a ser conduzidas as ações para promover o carnaval, que poderia muito bem ser um cartaz forte para o turismo do concelho e de toda a região e por outro lado, a falta de apoios que permitam uma base de sustentação financeira sólida e duradoira, conduzirão esta ancestral manifestação cultural a uma simples feira de vaidades onde a mediocridade intelectual será uma tónica dominante. Depois de tanta rigidez negocial para a passagem dos corsos, nesta ou naquela artéria da vila, aquilo que toda a gente viu, mesmo os mais distraídos, foi de que no domingo assistiu-se a uma organização, desorganizada. Nesta terça feira gorda pedimos mais organização, mesmo para gerar naturalmente reforços de apoio à nossa ancestralidade.
    BOM CARNAVAL

  3. façam um @pornonoespeto senfim e religuem o cabo da alegia e da distribuição de dinheiros (públicos)

  4. a culpa é de alguns porconoespeto, tiraram-lhe o anel do cabo

Os comentários estão fechados.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies