INÊS FIGUEIREDO ganhou o prémio do concurso de ideias lançado pela Câmara de Carregal

Inês Cardoso Figueiredo apresentou a proposta selecionada para o Jornal Municipal
Foi ontem entregue o prémio à autora do nome do Jornal Municipal de Carregal do Sal, lançado, no fim de dezembro, pela Câmara Municipal.
Inês Cardoso Figueiredo, aluna do 4.º ano da Escola Básica Aristides de Sousa Mendes, do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal, recebeu o reconhecimento pela ideia apresentada – “Uvas e Romãs”, em sessão própria realizada no auditório da escola que frequenta perante alguns colegas e professores.
A distinção ocorreu ao fim da manhã presidida pelo Presidente da Câmara Municipal, Rogério Abrantes, acompanhado pelo Vereador da Educação, diretor do Agrupamento de Escolas, coordenador do estabelecimento de ensino e outros elementos do Agrupamento que integraram o júri do concurso.
Primeiro a usar a palavra, o Diretor do Agrupamento da Escolas, Hermínio Cunha Marques, saudou os presentes e enalteceu o envolvimento solicitado e prontamente atendido, de serem as crianças e jovens do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal, os convidados a participar neste projeto, terminando com os merecidos parabéns à aluna Inês Cardoso Figueiredo.
José Sousa Batista, Vereador da Educação da Autarquia, professor naquele estabelecimento de ensino durante vários anos, afirmou-se emocionado pelo regresso àquelas instalações e às saudações que recebeu de alunos e antigos colegas docentes. Dirigindo-se aos alunos sublinhou a participação em massa neste concurso e o regozijo por tantas e tão boas ideias terem sido apresentadas.
Último a usar a palavra, o edil carregalense, Rogério Mota Abrantes, referiu-se à pronta anuência do Agrupamento ao convite formulado, prova de que o objetivo de envolver os mais novos em projetos como este é um exemplo e estímulo da participação cívica que é imperativo promover. Referindo-se ao concurso propriamente dito, Rogério Abrantes sublinhou que não há vencidos nem vencedores; todos estão de parabéns incluindo professores. No entanto, e porque a ideia apresentada pela Inês foi escolhida por unanimidade pelo Júri, estavam ali para premiar a aluna.
Terminados os discursos coube ao Presidente e ao Vereador da Cultua a entrega do prémio – Diploma, material escolar e dois livros, momento aplaudido e até emocionante para a mãe da aluna, presente na cerimónia.